People.


Hoje, como a cada vez que partilho um look podia apenas falar-vos da escolha das peças que me acompanham num determinado dia.
Mas, hoje, hoje será diferente. Apetece-me falar-vos sobre pessoas. Pessoas, aquelas que não nos alimentam de energia boa. Aquelas para quem nunca somos suficientemente bons por muito que nos esforcemos a ser o melhor de nós.
Às vezes por mais alto que seja o nosso salto essas pessoas acham sempre que nunca estamos à altura. Adoram mostrar em primeira mão quais os nossos defeitos e acima de tudo fazer-nos acreditar que não merecemos determinadas pessoas ou situações na vida. Gostam de nos mostrar que o mundo é muito mais bonito que o brilho mais sincero dos nossos olhos.
Quantos de nós? Quantos de nós já se deu tanto, já se anulou, já se adaptou a outras pessoas para que elas gostassem mais de nós? Nos olhassem de maneira diferente ou simplesmente nos dessem algum valor?
Pois é, todos nós encontramos gente que por mais sorrisos que o nosso olhar lhes dê, eles irão sempre travar aqueles raios tão nossos para nos empurrar para o fundo.
Até que um dia cabe-nos a nós, apenas a nós de por um travão. Não os iremos mudar, existem pessoas que passam na vida com vontades diferentes das nossas, que simplesmente se borrifam para o que os outros sentem se isso lhes puder trazer algum proveito. Por isso, não, não iremos sequer tentar mudar essas pessoas. Iremos sim, travar o sentimento de vitima. Parar de achar que mudaremos aquele coração e levantar a cabeça afastando quem nos suga a energia que queremos dar ao mundo, afastar quem nos trava a nossa evolução e o sorriso.
Não é fácil, claro que não. Mas caramba mais vale sofrer de uma vez que andar a arrastar uma esperança vazia de que um dia aquelas pessoas mudarão e verão quem somos na verdade.
Chega de passar uma vida atrás de quem nos quer tirar o ar e deixar a rastejar. Sejam ou não pessoas que os laços de sangue uniram. Não escolhemos quem o universo encarregou de nos apresentar, mas a escolha de quem nos acompanha nesta passagem é só e apenas NOSSA.

Hoje partilho convosco um look em que é pela base que começam os raios de sol. Em que um chapéu obriga à força de umas costas direitas e uma cabeça erguida por muito forte que seja o vento.


Aujourd’hui, comme à chaque fois que je vous parle d’une tenue je pourrai vous parler seulement des pièces que j’ai choisi pour m’accompagner pendant une journée.
Mais, aujourd’hui, aujourd’hui ce sera diffèrent. J’ai envie de vous parler de gens. De ces gens qui nous donnent aucune energie positive. Celles pour qui nous ne sommes jamais assez bons même si on donne le meilleur de nous-mêmes.
Parfois nos plus hauts sauts ne suffisent pas et on est jamais à la hauteur à leurs yeux. Ils adorent être au premier rang pour montrer nos défauts et surtout nous faire croire qu’on ne mérite pas certaines personnes ou situations dans la vie. Ils adorent nous montrer que le monde est toujours plus beau sans la petite et sincère étincelle dans nos yeux.
Combien d’entre nous? Combien d’entre nous a déjà donné sans compter, s’est déjà annulé, s’est déjà à d’autres personnes juste pour qu’on nous aime? Pour qu’on nous regarde d’une façon différente ou tout simplement qu’on nous remarque?

Et oui, on a déjà tous rencontré des gens que même si on leur donne tous les sourires du monde ils trouveront toujours un moyen de nous tirer vers le fond.
Jusqu’au jour où on se décide à arrêter ce cercle vicieux. Oui ce n’est qu’à nous de le faire. On ne les changera pas, il y a des gens dans la vie qui n’ont pas les mêmes envies que nous, que tout simplement s’en fichent de ce que les autres ressentent si ça peut leur faire gagner quelque chose. Donc, non, non on essaiera même plus de changer ces gens.
On ira oui, arrêter ce sentiment de victime. Arrêter de croire qu’on changera leur cœur et on lèvera la tête en éloignant les gens qui nous volent toute l’énergie qu’on a à partager avec le monde, éloigner ceux qui bloquent notre évolution et notre sourire.
Bien sûr que ce n’est pas facile, bien sûr que non. Mais croyez-moi, il vaut mieux souffrir avec l’éloignement une seule fois que passer notre vie à alimenter cet espoir vide d’un jour voir ces gens changer et voir qui on est vraiment.
ça suffit de passer une vie derrière ceux qui nous volent l’air et de traîner par terre derrière leur reconnaissance.
Que ce soit des gens avec un lien de sang ou pas. On a pas choisi ceux que l’univers nous a présenté, mais le choix de ceux qui nous accompagnent pendant notre passage n’appartient qu’à NOUS-MÊMES.

Aujourd’hui je partage avec vous une tenue où c’est la base qui nous donne les rayons de soleil. Où un chapeau nous oblige à marcher le dos droit et la tête levée même si la tempête se lève.








Cardigan: H&M
Jeans: C&A
Blouse/ Blusa: C&A
Écharpe: C&A
Chaussures/ Sapatos: Zara
Fedora: H&M
Sac/ Mala: Yendi

12 comentários:

  1. Anónimo22.11.16

    Espetacular.... Mas os sapatos são qualquer coisa Ana.. Adorei...


    Vânia Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mil mercis Vânia!
      Verdade que estes sapatos dão O toque <3
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Adorei o look e confesso que usava
    e posso dizer que gostei bastante de onde tiraste as fotos
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mil mercis Sofia!
      Verdade que no outono estas montanhas ainda têm mais encanto :)

      Eliminar
  3. Anónimo23.11.16

    Olá Ana.. Deixa me que te diga que de fato és mesmo uma inspiração para mim.. E agradeço te por isso. Adoro todos os teus looks e ajudam me imenso na hora de comprar umas roupitas para mim.
    Vânia Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quero acreditar que já vos consegui transmitir o quanto me emociona alguém dizer-me que sou uma inspiração. Nem imaginas como isso me toca.
      Um grande beijinho querida Vânia.

      Eliminar
  4. Anónimo23.11.16

    Ana passei os olhos neste blog e deparei me com isto.. http://linguaafiada.blogs.sapo.pt/ ( não sei se podes publicar) mas achei um horror não volto lá, foi primeira e ultima vez..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, fui ler. E comecei por concordar com ela quando diz que mulheres reais não é justo. E não. TODAS nós somos reais, todas. Independentemente do tamanho.
      Mas, depois, talvez por falta de maturidade ou simplesmente por ter um comportamento pouco respeitador em relação à diferença, descamba e passa a "atacar" corpos maiores (com os conhecidos e vazios argumentos) na esperança talvez de se enaltecer e valorizar o seu corpo "padronizado". Honestamente acho que ela podia ter escrito algo mais respeitador expondo a sua opinião sobre a frase "mulheres reais", mas preferiu ficar-se pelo papel de vitima em vez de passar a mensagem de aceitação independemente do tamanho. Discurso comum portanto. O respeito pelos outros ainda atira pouco público, uma boa guerra (mesmo que vazia) é sempre mais "estaladiço".
      Não sigo blogs onde guerras se criam ou as faltas de sensibilidade para com os outros existem por isso é óbvio que não volto lá (nunca lá tinha ido sequer pois não conhecia).

      Eliminar
  5. Adoro, adoro, adoro o outfit!
    Esses sapatos quase me fazem chorar de lindos eheh
    Não vale a pena dar importância a pessoas que não a têm. Umas pessoas dão pena, outras asas, lemos um dia. É uma frase bem verdadeira! Importemo-nos com quem nos dá asas e voemos pela vida fora em conjunto com a felicidade! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos tão de acordo com as pessoas que devemos guardar por perto. Não é fácil, mas vale muito a pena :)
      E merci pelas tuas palavras! Os sapatos também são dos meus favoritos <3
      Beijinho

      Eliminar
  6. quando for grande quero ter estilo com tu xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Tim que doida :)
      Tenho a certeza que qualquer Mulher que ande de cabeça erguida é um poço de muito estilo ;)
      Beijinho grande <3

      Eliminar

Please feel welcome!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...