Enough!

Tenho uma visitante ao meu blog que se apelida de "sempre chique", diz por aí que é professora e mãe.
Embirra com o facto de eu falar do meu tamanho, dos meus kgs a mais, do facto de eu ser gorda e falar sobre isso. Diz que ninguém tem nada com isso.
Eu, dona deste blog (que ela apelida de provinciano) tenho a certeza que continuarei a falar sem problemas do meu peso, do meu tamanho, dos números e de tudo aquilo que me der na real gana.
Eu, como leitora de blogs, sei que me ajudou em muito ler Mulheres gordas, que se assumem, que falam abertamente do número que vestem, das suas dificuldades em assumirem-se perante uma sociedade que faz questão em ser mesquinha que rebaixa os outros para com o único objectivo de se sentir um bocadinho mais forte.

A primeira vez que esta pessoa me deixou um comentário, assinando (sim, que tenho a dizer-vos que me deixa comentários tanto anónimos como com as belas palavras "semprechique") escreveu-me com aquele sentimento de "uma no cravo outra na ferradura", chamou-me Calimero (para quem não sabe, Calimero é o patinho negro, de casca de ovo na cabeça que se queixa de tudo e se acha o mais feio ao cimo da terra), respondi-lhe como bem me apeteceu... e ela respondeu com a classe que já lhe tinha percebido... nenhuma.
Pedi-lhe que não voltasse pois não era bem-vinda, mas...


E a senhora respondeu algo que eu na altura achei por bem não publicar, mas como a sua paranoia continua, acho interessante vermos até onde pode ir alguém que usa a internet atacando os outros apenas para preencher o tempo vazio que ainda tem na sua vida, mas deixo-vos aquilo que fui recebendo:


Que uma coisa fique bem clara, não tentem sequer dizer-me que eu devia ignorar e calar-me. Que fique bem claro que nada disto me afecta emocionalmente, mas há uns anos atrás eu decidi que JAMAIS me voltaria a calar perante qualquer tipo de agressão, perante gente maldosa e mal-educada. O não permitir que esta gente espalhe veneno e maldade por aí é O grande passo que eu posso dar tanto para me defender a mim destas agressões gratuitas como para proteger as miúdas mais novas que infelizmente poderão cruzar o caminho deste tipo de ser.

Mas, pensei sinceramente que acabaria por aqui visto eu não ter aprovado o comentário da senhora e ela não gostar do facto de eu falar do meu tamanho, do eu ser gorda, do eu vestir números grandes. Quando não é o meu espanto, recebo um comentário anónimo a pedir esclarecimentos pelo facto de eu ter aceite um presente visto não ser esse o objectivo do blog. Aprovei o comentário, respondi e acabei por ser surpreendida pela verdadeira identificação daquele "anónimo":


Se eu acho que isto é de loucos? Acho. Se acho que a senhora está a precisar de algo que a motive a procurar coisas que goste? Acho.
Honestamente, não entendo qual a necessidade em passar por aqui visto que a incomoda o facto de eu falar do MEU tamanho, da MINHA gordura e das MINHAS experiências como GORDA (que sou, lembra-se?!).
Não minha gente não é o silêncio que educa! Não é o silêncio que protege e por isso, não, não se calem nem ignorem quem vos ofende gratuitamente.
Estou farta de gente assim, precisam ser expostos e mostrados ao mundo como são, precisam ler/ouvir aquilo que merecem para que respeitem os outros!
E mais, na rua quando olham para algo que não gostam o que fazem? Seguem caminho e não voltam a olhar certo?! Então por aqui é igual, trace caminho e procure aquilo que lhe faz bem, não aquilo que a incomóda.

E para todos aqueles que por aqui passem, NÃO É POR EU TER UM BLOG que tenho de me sujeitar ou aceitar faltas de educação! Não é por eu ter um espaço público que isso vos dá o direito em serem mal-educados e faltarem-me ao respeito. Não, nada vos dá esse direito na vida... nem na internet!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...