...

Desde segunda-feira que o silêncio se instalou no blog, peço-vos desculpa.
Descobri as imagens ao mesmo tempo que vocês. Não me lembrava do que tinha dito, aquela conversa foi gravada em dezembro. Sabia apenas uma coisa, eu fui transparente enquanto conversava com a A.
Fui eu, sem filtros, sem palavras pensadas. Foi uma conversa com alguém que me tinha tocado o coração, com alguém que estava ali a ouvir-me.
Emocionei-me ao ver a reportagem, as pessoas que dizem sempre "ah a televisão muda o que dizemos/fazemos", pois tenho a dizer-vos que não mudou nada do meu desabafo, não mudou nada daquilo que sou ou disse. O trabalho da A. e do R. não mudou a pessoa que sou e que eles ouviram. Toda a equipa respeitou a minha história, as minhas feridas e as minhas vitórias.
Senti muito orgulho em todos e por tudo.
Só espero uma coisa da minha partilha, que muitas mentes se questionem e que outras tantas se sintam fortes para assumirem a sua diferença sem medos, seja ela qual for.


Queria também dizer-vos que tenho tentado responder a cada mensagem, a cada comentário em forma de demonstração de carinho mas não tem sido simples. É que para além de estar num turbilhão de emoções o apoio, o carinho tem sido gigantesco e eu quero que saibam que vou ler cada palavra e também responder, pois estou aqui para isso, para partilhar e apoiar no que e puder. Não existe vergonha nem filtros entre nós. A única coisa que eu não aceito nem nunca aceitarei é o preconceito nem mesmo o "escondido", sim, aquele que diz "ahhh e tal a sua saúde"... essa diz-me respeito a mim! No dia em que e se eu precisar de tratamentos não são os "comentadores de bancada" que me irão tratar. A vida é MINHA, só. E dela faço o que quiser. As escolhas são MINHAS e acreditem que são bem conscientes, muitas vezes mais responsáveis que as daqueles que só sabem mandar para o ar preocupações mascaradas sem se preocuparem com a ferida que podem abrir na alma dos outros.

Sejam bem-vindos, sintam-se bem e felizes. Aos que já cá estavam, continuaremos sempre com a proximidade que é nossa!



Podem também ver AQUI, a minha entrevista completa.

23 comentários:

  1. Ana, não te conheço pessoalmente, mas segui-te fielmente desde o início (acho eu).
    Vi agora o programa e só tenho a dizer o orgulho que tenho em ti - que sensação estranha ter orgulho de quem não se conhece.
    Um desabafo neste mundo anónimo da internet: a senhora da "cena" da praia é igual à minha avó. E igual à professora de educação física que me disse que eu devia usar um fato de banho por debaixo da roupa, porque "ninguém queria ver a minha barriga". Agora compreendo o porquê de não falar com a minha avó.

    Um grande abraço desta seguidora (espero um dia poder conhecer-te pessoalmente!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como te entendo. E sabes, eu aconselho a toda a gente de se afastar de quem é negativo e só traz tristeza à nossa vida. Essas pessoas não nos permitem evoluir nem esquecer aquilo que um dia feriu o nosso ponto mais intimo.
      E sejam elas da nossa familia ou não, ninguém é proprietário da nossa vida a não sermos nós.
      Acabar com o sofrimento começa por isso mesmo, sermos a pessoa mais importante da nossa vida!
      Um grande beijinho.

      (Acho que seria mesmo muito positivo encontrar algumas pessoas que vou cruzando por aqui... Ando a pensar seriamente num encontro em Lisboa, mas eu prometo avisar com antecedência ;) )

      Eliminar
  2. Ana, és linda por dentro e por fora. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh minha Claudia o meu coração fica cheio com as tuas palavras. Tu conheces-me pessoalmente desde "o meu inicio de gente" :)

      Eliminar
  3. Não conhecia o blog e só hoje conheci a tua história. Não me identifico com aquilo que passaste, mas identifico-me contigo - é que cada um de nós tem alguma coisa que nos magoa, que nos impede de sermos felizes. E ao ver-te pensei "és tão bonita e pareces ser tão especial, não merecias ter sofrido tanto, ninguém merece sofrer assim, vestindo um XXS ou um XXL". Enfim, quero dizer-te que, apesar de não te conhecer, fiquei feliz por teres encontrado um amigo/amor e por teres a tua família, que tanto amas e que te ama também. Sei que, infelizmente, algumas cicatrizes ficarão contigo para sempre, mas sei também que agora sabes que podes e mereces ser feliz. Queria dizer tanto e não sei que dizer mais, apenas espero que a tua vida seja muito feliz e que saibas sempre o valor que tens. Beijinhos. Dani

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dani que mensagem mais bonita! Que tudo! Não precisas dizer "tanto", quando aquilo que me dizes vem "tão cheio de tudo", entendes?
      Sabes, ninguém merece mesmo sofrer mas hoje já não guardo revolta. Guardo cicatrizes que às vezes ainda sangram mas já não me pesam. Já não as carrego como se um peso fossem. Fizeram de mim aquilo que sou hoje e amo muito a pessoa que sou. Isso é importante para mim, o resto já passou e eu não posso mudar.
      Sabes, ficarão comigo até ao último dia mas nesse dia eu sei que também direi que a minha vida VALEU MUITO A PENA ❤️
      Um enorme beijinho e um abraço muito apertado!

      Eliminar
  4. És bem gira... e cheia de estilo. E mais importante, cheia de personalidade:)
    Gostei do que vi.
    LBC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LM eu confesso que sorri, assim meio que envergonhada ;)
      Muito obrigada, sobretudo por veres a minha personalidade através de uma imagem.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. És linda...
    Vim ca parar pelo programa, tal como fui também ao blog da outra blogger que aparece...
    disse-lhe o mesmo... que é linda, pois é, e também tu :)
    E ainda esta semana falarei em vocÊs no meu cantinho. Muita força e sempre com garra (não uso estas palavras comigo... devia... mas nao consigo)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miúda! Muito obrigada pelas palavras de carinho!
      Sabes, eu acho que a vida nos molda e nos envia tudo aquilo que podemos superar. Eu acredito que a garra, essa, todos nós temos esquecemos é de a utilizar quando mais precisamos.
      Um grande beijinho

      Eliminar
  6. ainda bem que regressaste, e acredito em tudo o que ouvi porque também consegui ver o teu olhar e sei que é verdade sentida cada palavra.. o meu filho mais velho tem excesso de peso e jamais ouviu ou ouvira qualquer palavra de desagrado vinda de mim pelo contrário.. E consegui fazê lo entender que a pessoa não é o peso mas sim as suas acções.. será uma alegria continuar a ver os teus post
    beijinho
    Beleza De Mulher e Mãe
    Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho tão essencial, tão importante ter acima de tudo uma estrutura familiar que apoia e valoriza a pessoa. Que motiva e se empenha na mudança com quem precisa!
      Obrigada pelas palavras. Um beijinho

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Ola x) desculpa a intromissão, mas eu, como tantas outras pessoas, conheci-te na última segunda feira. E como és linda, tão charmosa e elegante, tão in, como se diz ;) e a tua força e coragem saltavam pela TV, e contagiam todos os que te vêm. E metes qualquer uma a um canto ;) um beijinho, e fica a promessa que te vou começar a seguir regularmente, és inspiradora, obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana, não é intromissão nenhuma! És mais que bem-vinda!
      Fico tão feliz que tenham sobretudo sentido quem eu sou. É muito importante para mim.
      Um grande beijinho ❤️

      Eliminar
  9. Gostei de ver. Mas agora para desanuviar .. achei que estavam todos muito bem (os actores) excepto a rapariga que não parecia muito real. Mas isso se calhar era porque eu ja sabia que era actriz !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou provavelmente porque quando se trata de passar por uma humilhação ninguém saiba muito bem como se reage?! Posso dizer-te que cada humilhação que vivi daquelas a única coisa que fazia era silêncio, olhar para o chão e tentar que ninguém me visse a cara com medo que me reconhecessem da próxima vez que me vissem.
      Acredito que fazer papel de miúda humilhada não é de todo fácil, mais difícil ainda quando nunca sentimos na pele o peso da vergonha em público ;)

      Eliminar
  10. Ana, se vieres a Lisboa eu quero conhecer-te pessoalmente! Natália

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhhh eu fico tão feliz ao ler isto Natália! Obrigada de coração.
      Estou a tentar organizar uma coisinha para nos podermos encontrar. Assim que eu tiver tudo certinho eu aviso ;)
      Beijinho

      Eliminar
  11. As pessoas deviam ver mais com o coração,porque o essencial é invisível aos olhos. A frase é de Saint-Exupéry.SE isso acontecesse não se descriminavam tanto as pessoas pelo aspeto fisico.Gostei muito de vê-la.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deviam sim, mas eu quero acreditar que aos poucos vamos tocando cada vez mais pessoas. E mesmo que o mundo não mude se conseguirmos sensibilizar algumas pessoas já valeu a pena :D

      Eliminar
  12. Acabei aqui pela curiosidade de conhecer um pouco mais a pessoa que se emocionou tanto a relatar uma realidade que também conheço muito bem. "Cusquei" um pouquinho o seu blog e fiquei surpreendida com o seu estilo. Talvez em Lisboa seja mais fácil encontrar roupas maiores a preços mais atrativos. Aqui pelo Norte é tão difícil. Gosto muito do seu estilo e gostava de mudar o meu, mas o que encontro (quando encontro) é demasiado caro para mim.
    Acho-a linda e cheia de estilo; uma mulher que sabe ser, sabe estar e sabe emocionar-se. Obrigada pelo seu desabafo e por ajudar tantas meninas/mulheres a sentirem-se um pouco melhor com o seu corpo e a aceitarem-se melhor. O seu desabafo vai abrir mentalidades e ajudar as pessoas a perceberem quem são as pessoas para lá da primeira impressão e do verdadeiro peso de se ser desagradável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cátia, gostei tanto das tuas palavras. Fiquei mesmo feliz em saber que vieste por curiosidade e te sentiste bem por aqui. Por favor trata-me por tu.
      Sobre as roupas, eu vivo no meio do "quase nada", sendo que a única loja com tamanhos grandes que existe por aqui é a C&A. Então passa muito por lojas online, a coleção H&M+, a Violeta by Mango (confesso que compro nos saldos porque acho os preços absurdos), no site da ASOS e da NEW LOOK, na Missguided e Forever 21+, na La Redoute, na Lanidor e na Primark quando encontro uma loja deles.
      Acho que um dia destes irei partilhar uma lista das lojas onde compro e também algumas dicas para comprar em determinadas coleções/lojas.
      Eu espero de coração que algumas pessoas ponham a mão na consciência e que se lembrem daquelas palavras no dia em que pensarem em atacar alguém pelas características físicas.

      Eliminar

Feel welcome!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...