Be Happy!


Antes de mais quero pedir-vos desculpa por não ter dado notícias há muitos dias, mas infelizmente devido a um pequeno acidente fiquei com uma mão lesionada o que não me permitia escrever como habitualmente devido aos pontos, mas também às dores.
Mas já estou melhor e isso é o mais importante. 

Como tinha escrito este texto a semana passada, acho que seria bom partilhá-lo convosco visto que não consegui publicar antes.

De vez em quando dou por mim a clicar em links de blogs apenas no intuito de conhecer novos espaços até que dei por mim a ler um texto que me deixava com o interior a tremer e ao mesmo tempo a ser invadida por uma tristeza que me fez escrever algumas linhas.
Para resumir um bocadinho, os textos sobre "felicidade" e positivismo (ou o oposto) que li diziam que NÃO devemos "vender" aos nossos filhos a ideia de que "Querer é poder" pois esta ideia é um erro enorme e um caminho certo à deceção e depressão. (Really?! Só existia uma pergunta que me corria na cabeça enquanto lia aquilo... "será que a autora alguma vez passou por um estado depressivo?!).

Percebi então que aqueles textos eram escritos por Mulheres saídas de universidades, cheias de teorias filosóficas (ou não) mas sem aquilo a que eu chamo "o lado humano da gente". Diziam por la que o ser humano não pode tudo na vida porque não pode controlar tudo. E eu pergunto-me que história é esta de controlar "tudo"?!
A sociedade ocidental está de tal maneira focada no que é material e fechada dentro de uma caixa onde nos encurralam o pensamento que assim que falamos em sonhos, vontades, desejos tudo isto é associado automaticamente à palavra "controle" e não mais aquele esquema que um sonhador faz questão de criar, que é: um desejo = poder (desejar, querer) = sonho!
Mas segundo as tais bloggers está errado dizer que um desejo, sonho se deve associar à capacidade de conseguir (aka poder). Não, nada disso! A palavra poder segundo estas pessoas deve estar associada à palavra "controlar".

Sobre o "querer é poder", através de alguns textos que já partilhei convosco sei que perceberam que nada mais me faz mover montanhas que esta frase. Foi no dia em que quis e decidi ser feliz que o pude ser. Mas será que podemos mesmo ser felizes?! Eu acredito que sim e também acredito que SÓ depende de nós. 
Ser feliz para ti depende de quê? De quem? Depende de algo? Ou de ti e só de ti?
Podes tudo sim! Podes ser feliz, és dono da tua vida e isso tendo consciência da vida em sociedade.
Não acho correto associar a palavra poder a uma qualquer ideia de controlo absoluto. Podes tudo! Tudo aquilo que depende apenas e somente de ti!
Queres ser cantora? Canta! Isto é ser cantora! Queres o reconhecimento dos outros? Nada te impede de o tentar fazer a tua parte, depois já nada depende de ti pois são sentimentos alheios à tua pessoa. Obrigar alguém não faz parte das nossas capacidades nem do respeito pelo outro.

Com estas coisas, dou por mim a perceber que cada vez mais as pessoas assumem a ideia de que ser feliz passa por ter, conseguir, possuir isto ou aquilo.
Penso sobretudo nestas Mulheres que apregoam hoje em dia que estas ideologias positivas nos encaminham para o buraco negro da frustração e depressão. Pergunto-me se alguma vez pensaram naquelas Mulheres que tanto lutaram pela liberdade que hoje têm! Terão elas desacreditado no "querer é poder", terão elas desacreditado que o conseguir apenas dependia delas?! Sempre acreditaram. Sempre lutaram e conseguiram. Porque nunca desistiram daquilo em que acreditavam. Não serão os grandes feitos da história realizados por verdadeiros crentes e sonhadores?! Nas universidades não nos ensinam a ser sonhadores... não ensinam que o ser humano pode tudo... 
Como todos nós, podemos ser felizes sim quando depositamos a palavra felicidade apenas em cima de nós. Só. Basta apenas que tenhamos consciência que a felicidade não deve depender nos bens materiais que se compram ou pelo dinheiro no banco que se associa a um estatuto social.

No dia em que percebi que podia ser o que quisesse na vida, aprendi a ser LIVRE!
E sim, será sempre o que ensinarei aos meus filhos, "querer é poder". É poder ser livre, é poder não estar condicionado aos olhos e opiniões dos outros que isso é apenas a prisão que a civilização legalizou.
Sim, eu choro. Sim, existem dias em que o coração, ou a cabeça, ou o corpo dói. Mas nada disso me tira a certeza de que sou feliz.
As pessoas têm tendência em confundir tristeza com infelicidade, mas posso dizer-vos que apesar de todos os momentos de tristeza que já passei ou passo, hoje eu sou mesmo feliz. 
Sim, já fui infeliz, já fui daquelas pessoas insatisfeitas com a vida que se queixava de tudo até ao dia em que percebi que o ser feliz, o mudar só dependia de mim. Hoje eu QUERO ser feliz e posso e sou!
Hoje eu vou em busca do que quero para mim e para os meus, porque posso, porque sou um ser livre. Tudo depende apenas de mim.
Se a vida vai ser sempre fácil e maravilhosa porque as nossas escolhas dependem apenas de nós? Não, claro que não. Mas cabe-nos a nós dar a estes dias menos claros a importância que lhes queremos dar. A escolha mais uma vez é nossa. Seguir em frente enfrentando as dificuldades ou dizer que não somos capazes e ficar presos ali.
Sim, a felicidade é nossa, basta (mesmo) querermos e isto independentemente de todas as dificuldades pelas quais já passámos, passamos ou passaremos.

Na escola falam-nos de conquistas materiais e territoriais, ensinam-nos a somar e subtrair, exigem de nós notas mínimas para alcançar algo. Lançam-nos desafios sempre em busca de um poder que nos mostra como melhores ou superiores aos outros. Desde muito cedo fazem de nós verdadeiros competidores.
Os pais sentem orgulho em gritar ao vento que o filho foi para a escola a saber ler e escrever.
Na adolescência já nos obrigam a desenhar um futuro escolhendo uma profissão que provavelmente só vimos a ser exercida num qualquer filme. Vendem-nos a ideia de que ser rico é ter liberdade para o que se quiser fazer, é ser poderoso, superior.
Ninguém nos ensina a respirar, a conversar sem rodeios, com sinceridade e sem faltas de respeito. Ninguém nos ensina a escutar. a ser livre, assim só na simplicidade da liberdade. 
Ninguém nos ensina que o sonho, poder tudo é mas nada se vê!
Ninguém nos ensina que poder não é mandar, não é controlar nem ser superior.
Poder é querer, é ser livre, é ter a permissão de se ser o que quiser nesta passagem, sim é isso que a vida é, uma passagem e tanta gente se esquece desta base.

Ensinem muito, tudo o que puderem aos que estão à vossa volta, mas não os fechem nessa prisão que a sociedade teima em vender para os conseguir melhor controlar dizendo que "não podem tudo o que querem".
É muito bonito por ao peito um diploma conseguido através de estudos, verdade. Mas mais bonito ainda é viver com a certeza de que tudo o que nos é acessível hoje em dia foi conquistado por alguém que um dia não desistiu da ideia de que podia tudo o que queria, que imaginou, que sonhou. Tudo!

No dia em que ensinarem o ser humano a respirar, a simplesmente aproveitar o precioso tempo, para que este tenha o seu devido valor sem a ideia de frustração, teremos uma sociedade mais feliz..., mas será que esse é um objetivo comum?!

Apenas numa coisa posso estar de acordo com aqueles textos, "as coisas boas ou más não acontecem a quem merece", nada disso. Tanto o mau como o bom acontece a TODOS nós. O equilíbrio do universo é assim.
Mas mais uma vez cabe a cada um de nós resumir a vida em momentos melhores ou menos bons, ficar presos a eles ou avançar. Afinal, está tudo nas nossas mãos.



***Perdoem-me o tamanho deste texto, perdoem-me se me repito, perdoem-me pela estrutura destruturada, mas quando escrevo estes desabafos faço-os como se estivesse numa mesa de café a conversar convosco. Não o reli, não o corrigi por isso mesmo, quero que tudo seja eu, transparente.

10 comentários:

  1. O pá como me como vês e inspiras😉😍

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tão bom saber que ainda existem pessoas cheias de sonhos e que acreditam :)

      Eliminar
    2. XIII parece que não sei escrever😂por vezes este teclado da comigo em doida eu queria escrever " comoves "

      Eliminar
  2. Ana, posso bater palmas? Vou bater palmas. Eu não sou a pessoa mais optimista do mundo - também não sou pessimista - mas tenho em mim a vontade de fazer, de acontecer. Importa manter os pés na terra e saber que as coisas podem correr mal, mas o mais importante é mesmo saltar e tentar voar o mais alto possível! Tenho a certeza que os teus filhos serão muito felizes <3

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo. É ter a noção que nem sempre as coisas vão correr bem mas podemos (e temos o dever) correr atrás daquilo que queremos, que idealizamos. E que nunca o medo, as falhas nos tirem o poder de acreditar. É que se isso acontecer o coração continuará a bater mas já estaremos "meio-mortos".
      Eu espero que sejam muito felizes sempre. É a única exigência que sempre lhes reclamei :p
      Grande beijinho Joana e continua SEMPRE a fazer acontecer <3

      Eliminar
  3. Ohhh como eu gosto de textos honestos e fluídos como este, sem grandes reflexões, sem grandes filosofias.

    Querer é poder e espero conseguir transmitir essa mensagem ao meu Filho também. Mas hoje em dia estão todos focados em materialismos. Lembro-me que há três anos fui fazer um workshop de maquilhagem, estava decidida a lançar-me nessa área. Nesse dia perguntei à formadora (maquilhadora profissional) como era trabalhar nesse ramo e a resposta dela foi "é muito difícil, não dá dinheiro nenhum, e se estás a pensar dedicar-te a isto mais vale desistires já". Fiquei de tal maneira chocada com as palavras dela que no fundo perdi um pouco a esperança e acabei por continuar na minha vidinha. Até que um dia percebi que não era feliz, que eu queria mesmo era dedicar-me à maquilhagem e desde que o faço que me sinto uma mulher muito mais realizada!
    Por isso sim, querer é poder, é poder ser feliz, é poder correr atrás dos nossos sonhos. E espero que os nossos filhos captem a mensagem!

    beijinho =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre tive este defeito, "falar sem filtros". Sempre ouvi o tipico "só perdes". Paciência. Ganho muita leveza e não carrego pensamentos, faço com que vivam :)

      É incrível como as pessoas se tornaram tão negativas, derrotadas pelos dias menos brilhantes. Há uns dias falava com uma amiga psicóloga que me dizia o quanto as pessoas se esquecem de tudo o que alcançaram seja no dia-a-dia, seja a nível espiritual quando algo lhes corre menos bem. Esquecem tudo e fecham-se naquela falha em vez de lhe darem menos importância.
      Como pode algo ser positivo se nos fechamos numa ideia e resumo negativo? Nunca teremos frutos. Nunca.
      Gosto tanto de saber que ainda existem por aí Mães a querer deixar os sonhos viver, a ensinar aos filhos que podem tudo sim. Que querer é poder e se algo falhar que essa falha nunca seja mais importante que o seu querer.

      Um grande beijinho Ana :)

      Eliminar
  4. Engraçado que na faculdade ensinam-nos isso mesmo, que só podemos querer aquilo que podemos controlar, que o que não controlamos é considerado mau de que devemos fugir. Eu, como tenho alguma bagagem e sou rebelde, não acredito em nada disso. Eu controlo muito pouco ou quase nada na vida, mas uma coisa que eu sei é que nada me impede de querer e de sonhar, nada nem ninguém me amarra porque a minha felicidade só depende de mim e enquanto eu tiver essa liberdade de escolha, nada nem nenhuma ideologia se vai sobrepor.

    Beijinho
    www.blogasbolinhasamarelas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na faculdade ensinam mesmo, afinal precisam de gente que acredite em condições impostas, em regras de uma sociedade "quadrada". Os sonhadores não se enquadram nos seus "manuais". Mas isso nota-se bem em determinados textos, os da teoria das universidades e os vividos. E a estes últimos ninguém lhes pode negar a certeza de que uma vida vivida, cheia de quereres, poderes e sonhos é muito mais real e valiosa :)
      Que bom saber que ainda existem sonhadores cheios de vontade em poder <3

      Beijinho

      Eliminar

Please feel welcome!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...